Edinho Engel é um mineiro que mudou a cara do litoral paulista e conquistou Salvador. Formado em Ciências Sociais, abriu seu primeiro restaurante em 1982, em São Paulo. Alguns anos depois, em 1988, começou a servir café da manhã para surfistas em um imóvel de família em Camburi, em meio à Mata Atlântica, no que viria a se tornar o Manacá, aberto oficialmente no ano seguinte. Em funcionamento há mais de 30 anos, a casa de receitas do mar delicadas e cheias de sofisticação firmou-se como o restaurante mais premiado do litoral paulista e foi responsável por transformar a praia em destino gastronômico – assim como inspirou muitos outros a abrirem as portas nas redondezas. Cozinheiro autodidata, Edinho aprendeu e treinou sua equipe com chefs estrangeiros como Emmanuel Bassoleil, Érick Jacquin e Luciano Boseggia, que, na época da abertura, tinham acabado de chegar ao Brasil. Com os aprendizados acumulados, conseguiu transformar receitas triviais do litoral paulista em clássicos, caso do peixe à caiçara, servido com arroz de coco e pirão, e do papillote de robalo com farofinha de camarão. Muito carismático e sorridente, Edinho hoje é tambem responsável pelo Amado, em Salvador, outro grande sucesso de público e crítica – casas que refletem a aura solar de seu fundador.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *